Sintra reconhecida por boas práticas ambientais

Sintra reconhecida por boas práticas ambientais

Sintra foi reconhecida, pelo Comité das Regiões, com duas boas práticas ambientais: o projeto Eixo Verde Azul e o programa de requalificação do parque escolar.

O concelho de Sintra consta no mapa das 200 boas práticas selecionadas pelo Comité das Regiões, para a Adaptação às Alterações Climáticas, estratégia que define como a União Europeia se pode adaptar aos impactos das alterações climáticas.

O projeto Eixo Verde e Azul está atualmente em fase de execução, na sequência do protocolo assinado em 2016 entre os municípios de Sintra, Oeiras e Amadora e a empresa Parques de Sintra – Monte da Lua. O Eixo Verde e Azul concretiza a estratégia integrada de requalificação do rio Jamor e suas margens, da nascente à foz, aumentando a oferta de espaços verdes, e assim contribuir para a melhoria da qualidade de vida e dos espaços das cidades, tratando-se de uma mudança qualitativa na Área Metropolitana de Lisboa.

O Programa de Requalificação do Parque Escolar de Sintra foi lançado em 2018 e prevê a requalificação de 98 estabelecimentos de ensino, que fazem parte da rede escolar pública de Sintra, com o objetivo de agir de forma integrada a quatro níveis, a requalificação das infraestruturas físicas; a abertura da escola à comunidade, a manutenção e gestão dos edifícios após a renovação e a redução do impacto ambiental.

O Comité das Regiões Europeu lançou a iniciativa Green Deal Going Local para garantir que a estratégia de crescimento sustentável da União Europeia e os planos de recuperação do Covid-19 se traduzam em financiamento direto para que as cidades e regiões concretizem o Pacto Ecológico Europeu localmente.

Como parte da campanha “Construindo comunidades resilientes”, o Comité das Regiões lançou uma compilação online de 200 melhores práticas dos seus membros, para mostrar como as cidades e regiões já estão a cumprir o pacto através de projetos concretos de adaptação e mitigação do clima.

Mais informações AQUI


Imprimir